6 benefícios da virtualização de servidores

 

A virtualização de servidores é a reorganização de ambientes operacionais de servidores físicos em servidores virtuais. Essa é uma grande estratégia para melhorar o gerenciamento em TI, reduzir custos e elevar a produtividade de uma empresa.

A virtualização de servidores é um tipo específico de virtualização. É a criação de uma versão virtual de um servidor, de um sistema virtual ou mesmo de um sistema de armazenamento. Na prática, isso quer dizer significa que os recursos que costumavam estar disponíveis em um servidor físico passam a ser distribuídos em máquinas virtuais. Essa estratégia permite ao usuário executar tarefas em diversos sistemas operacionais de maneira simultânea e utilizar um único hardware. A técnica ainda permite maior densidade de utilização de recursos, portanto o computador torna-se muito mais poderoso.

Não é por acaso que a virtualização tem ganho espaço e crescido muito nos últimos anos. O sistema oferece diversas vantagens para empresas, clientes e profissionais de tecnologia da informação. Acompanhe abaixo as razões que apontamos como as principais vantagens obtidas ao aderir a virtualização:

 

1.      Melhora o aproveitamento do hardware

Quem utiliza um computador da maneira tradicional deixa a máquina ociosa na maior parte do tempo. Isso porque é muito raro que o usuário execute alguma tarefa que exija toda a capacidade da máquina. Na virtualização, porém, essa lógica muda. Sempre que a máquina virtual é acionada, os recursos ociosos são alocados e você aproveita melhor a capacidade dela.

Ao implantar múltiplos servidores em um número reduzido de servidores físicos, aumenta-se a utilização média dos recursos disponíveis. A taxa de utilização do servidor pode subir até 90%.

 

2.      Permite a utilização de vários sistemas operacionais

A virtualização de servidores permite utilizar vários sistemas operacionais simultaneamente. Isso ocorre pois cada sistema é instalado em máquinas virtuais distintas. É possível, por exemplo, utilizar o Windows 8, o Windows Explorer e até mesmo o Linux, de acordo com as demandas e as preferências do usuário. Há mais liberdade e oferta de recursos, o que gera muitos benefícios para o dia-a-dia do setor de TI.

 

3.      Otimiza o espaço físico e gera economia de energia

A virtualização dos servidores tem como uma das vantagens de maior destaque a economia de recursos financeiros, sobretudo a redução dos custos em energia e espaço físico. Devido à virtualização, a sua empresa pode ficar livre da quantidade enorme de dispositivos comumente instalados. Sobrando mais espaço livre para atender outras funções na empresa.

Com menos dispositivos locais, você também gasta menos com energia. Isso porque a infraestrutura tradicional exige refrigeração constante, o que eleva a conta de luz no final do mês.

 

4.      Reduz ou elimina o número de downtime

Nada pior para a produtividade de uma empresa do que o sistema de tecnologia caindo constantemente ou permanecendo muito tempo fora do ar, o que é chamado de downtime. A virtualização ajuda a reduzir ou até mesmo eliminar o downtime.
Com várias máquinas virtuais sendo operadas de maneira simultânea, é possível reduzir as quedas. Quando uma das máquinas enfrenta algum problema, outras são acionadas para manter o serviço no ar e o usuário não percebe essa mudança.

 

5.      Aprimoramento da automação e do gerenciamento

A virtualização dos servidores também ajuda na automação e no gerenciamento de processos de uma empresa. Isso porque a virtualização permite a criação de um ambiente centralizado de gerenciamento.
Dessa forma, é possível ter, de maneira amigável e intuitiva, uma interface para auxiliar no gerenciamento dos ambientes de produção de homologação, além do gerenciamento de atualizações de versões e de implantação.

 

6.      Facilidade de migração

Você deve conhecer o trabalho que é quando uma empresa decide migrar para um novo sistema operacional, não é mesmo? Pois saiba que a virtualização pode ajudar nessa missão.
Graças a essa técnica, é possível manter uma máquina virtual executando o sistema operacional antigo. Assim, reduzem-se os custos com a migração e mantêm-se vários arquivos rodando no sistema antigo por segurança.

Categorias do post

Veja outros posts